domingo, 26 de setembro de 2010

Muitos interesses, muita informação...

Eu poderia terminar a semana escrevendo sobre o que conheço da obra pictórica do Duke Lee, paulistano, quase um estadunidense, que faleceu neste mês, ou tratar da obra poética do Ferreira Gullar, que, além de ter chegado à casa dos 80, foi laureado com o Prêmio Camões 2010, ou comentar a cinematografia da Sophia Coppola (a aprecio muito!), que ganhou o Leão de Ouro no Festival de Veneza deste ano e, fatalmente, acabar por lembrar que mais um grande diretor se foi desta existência, o Chabrol, que deve estar degustando um bom vinho com o Bergman e o Antonioni... Todavia, vou continuar refletindo sobre os antigos, porque é à luz dos antigos que podemos dar um tratamento aos nossos atos e, sobretudo, analisar a sociedade contemporânea. Aguardem, pois, nesta semana, publicarei sobre o Estoicismo, em especial Sêneca e Marco Aurélio. Não conheço quase nada de Epicteto! Até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário