domingo, 20 de fevereiro de 2011

O NOSSO SCLIAR SE FOI...

Hoje cedo recebi um e-mail do Luís Paulo, escritor que vive em Porto Alegre, comentando que a 1h da madrugada de hoje o Scliar teria falecido no hospital, no qual estava internado há tempos. Ele fez uma cirurgia séria em janeiro e todos sabiam que o quadro era grave.
Várias vezes estive com ele: primeiro quando o meu falecido pai, jornalista e artista gráfico, foi o mentor dos fascículos do Instituto Estadual do Livro, que configuravam a coleção denominada "Autores Gaúchos". Na noite do lançamento do fascículo do Scliar, eu e meu pai fomos lá na antiga sede do Instituto Estadual do Livro, o IEL, levar o nosso exemplar para que ele o autografasse.
O Scliar escreveu algo muito gentil, agradecendo o meu pai pela concepção gráfica do volume dele, na época em que se fazia ainda a composição gráfica de jornais e revistas, tudo bem artesanal. Isso há exatos 27 anos atrás!
Depois, fui reencontrar o Scliar, muito atuante na comunidade judaica, quando trabalhei como produtora cultural do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. Li várias de suas obras. Em uma noite de autógrafos de seu texto "Dicionário do Viajante Insólito", publicado pela LP&M em 1995, ele escreveu uma dedicatória em meu exemplar, que guardo com carinho até hoje: "Para Rosana, baluarte da cultura judaica, homenagem do Moacyr Scliar".
O que mais me marcou mesmo, como leitora da literatura produzida no RS, foi "A estranha nação de Rafael Mendes". Esse texto me deixou perturbada e não parei a leitura enquanto não o finalizei. Também "O exército de um homem só" e "Max e os felinos" me agradaram muito quando de seus lançamentos.
Deixo aqui o meu testemunho carinhoso de quem com ele conviveu, por alguns anos, especialmente em 1995, ano em que organizei um volume sobre a vida e a obra de tradutor de Herbert M. Caro, que era amigo pessoal dos sogros de Scliar. Ele escreveu, naturalmente, um dos capítulos do livro sobre o Caro.
Ele disse que a mesma vela que acendemos em um bolo de aniversário é aquela que estará presente em nosso funeral. Sábio, Scliar! Relembro teu semblante e tua solicitude hoje! Serás 'imortal' sempre entre os teus!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

HAMBURG

Hoje chegamos em Hamburg, apos duas horas de trem. O Rafael tem um primo que vive aqui ha mais de 25 anos. Ele veio nos buscar para passearmos pela cidade e jantarmos em seu apto. Hamburg tem uma parte mais escura, da qual ouvi falar, por ser um porto, mas tem seus encantos do ponto de vista arquitetonico, fora o fato de que tem lagos, alem do lindo Rio Elba.
Amanha iremos para Colonia Um beijo a todos!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

ULTIMO DIA EM BERLIM

Hoje fomos visitar nosso ultimo museu: o GemaldeGalerie, um museu apenas de telas a oleo.
Vi oito telas do Durer, que eu aprecio demais e uma colecao de italianos renascentistas bem significativa.
O Rafael foi para a Universidade Livre de Berlim. Ele foi conversar com um figurao da area de Historia. Estou aqui no Hostel, fayendo tempo, porque esta muito frio na rua. Fay zero grau agora, 14h. Imaginem mais tarde!
Temos um encontro com o Airton e a Mabel mais tarde, para nos despedirmos deles.
Amanha, iremos para Hamburg, para conhecer a cidade e visitar um primo do Rafael.
Grande abraco a todos! Estamos adorando e nos divertindo muito!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Cinco dias em Berlim...

Oi, pessoal! Como compramos um Tage Karte (um passe para museus para ser usado em tres dias), comecamos a saga das visitas na sexta. Hoje, entrei em quatro e o passe terminou. Foram sete museus em sete dias, mais a visita oficial e paga a Catedral de Berlim, mais a ida a um filme argentino no Berlinale e muitas outras caminhadas.
Para a alegria do Rafael, hoje nevou durante toda a manha, bem fraquinho, mas estava fazendo um grau. Muito frio!!!!!!!
Fui ver a colecao egipcia da Neues Museum. Magnifica e quase do mesmo nivel da colecao do Louvre. No final do dia de hoje, ja a noite, entramos em um centro de documentacao chamado "Topografia do Terror" para conhecer mais os aspectos estrategicos do bunker de Hitler em Berlim e todo o aparato administrativo-burocratico desta cidade. Impressionante! O campo de concentracao daqui nao fica longe. Se der, o Rafael ainda ira la na quarta. Amanha, iremos visitar a cidade de Postdam e o castelo de verao de Frederico I, o Grande. Na terca, o Rafael tem uma visita a Universidade Livre de Berlim. A noite, vamos sair com o Airton e a Mabel, novamente (amigos de Santa Cruz). Um beijo a todos! Escrevam comments para nos. Amanha eh o Valentine s Day aqui. Ja ganhei umas luvas de pelica lindas do Rafael. Ate!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

BERLINALE

Amigos, fomos a um filme no Berlinale. Um amigo do Rafael enfrentou uma baita fila para vermos m filme argentino que concorre a um urso. Muito massa! Foos hoje pela manha ao Museu Judaico! Maravilhoso! Grande beijo!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

BERLIM NO FESTIVAL DE CINEMA, BERLINALE

Oi, pessoal!
Chegamos ontem a Berlim. O tempo aqui nao estava legal ontem, amanheceu chovendo, mas melhorou muito a tarde. Fomos visitar os Museus da antiga DDR e o maravilhoso Pergamon.
Um abraco!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

AINDA SOBRE PRAGA

Amigos que virao a Praga. lembrei-me de mais duas coisas; saindo da estacao central de trem, peguem um `trum`, nao um onibus, de numero 9, no sentido Rua Narodni. O cara do desk information nos deu a informacao errada quando chegamos e entramos em um trum no sentido errado. Como falei, voces terao de comprar os bilhetes em uma maquininha amarela, que ha perto de todas as paradas de trums e bus. Apertem o primeiro item, full price, que nao da erro, mas voces tem de ter moedas. Na hora de trocar uma graninha no cambio da estacao, pecam umas 100 coroas em moedas. Sem moedas nao da para se deslocar.
Depois, o mais importante. Nao troquem mais grana em cambios. Um brasileiro ontem nos falou que temos de usar apenas cartao, debito ou credito, em Praga. Dai nao fica tao caro para o nosso bolso.
Deem um retorno. Agora vamos a Dresden por um dia. Amanha seguiremos para Berlim, por uma semana.
Um abraco a todos!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

SOBRE PRAGA PARA OS AMIGOS QUE ESTAO NA EUROPA

Queridos Jana, Marco e Thais!
Obrigada pelos posts. Eu nao sabia que tu, Thais, estaria com o Marco nesta viagem.
Bem, Praga eh divina, mas over priced! Ja sao cidades de 23 paises que conheco, contando agora Praga. So que os butias cairam do bolso com os precos praticados aqui. Os guias ja diziam que aqui os valores sao over priced, mas eh muito para nos.
Tres diarias em Hostel na rede, na Rua Narodni (vejam pelo Googel), bem centralizado, custam 3600 coroas tchecas (225 euros). Os cambios pagam nada mais que 16 coroas por um euro. Entao, eh caro para nos. Consegui pagar ate agora as diarias de hostel no VISA. Estamos comendo pouco aqui, porque dois baguetes no Subway custaram o olho da cara, quase 20 euros para nos dois, com um refri apenas.
Saiam da estacao central de trem e ja troquem uns 30 euros. Depois, comprem em uma maquininha amarela um tiquet para o trem, que passa na frente da mesma. O tiquet deve ser o primeiro item (full price). Eh dificil de sacar as coisas em tcheco, mas eh so falar em ingles, com o pessoal na rua que todos nos ajudam. Para chegarem aqui neste hostel peguem o trem numero (, que passa a uns metros na entrada no hostel, que fica no primeiro andar de um predio na Rua Narodni. Barbada, voces conseguirao.
Entrem na paginado hostel, pelo Google, e enviem um email, fazendo a reserva, como falei, em quarto duplo, com WC fora do quarto.
Nao tem cafe da manha incluido. Terao de comer algo na rua.
Em dois dias, voces conseguirao ver o importante, como passear pela area do distrito do castelo (nao tem castelo para visitar)! Comprem um ingresso combinado para visitar o Old Royal Palace, a Basilica de St. George e um outro predio do complexo. Caminhem bastante pela antiga Prefeitura, a Old Town, e depois pelo bairro judaico. E era isso! Nao da para entrar nos museus, com excecao do Museu do Comunismo, que priorizamos. Marco, tu nao podes deixar de ir la.
Um beijo, amigos! Enviem comments ou qualquer outra pergunta.
Ate o proximo post.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Heidelberg e Praga

Oi, amigos! Ontem estivemos em Heidelberg. Fizemos um longo passeio a pe e fomos ao castelo. Lindo! A cidade eh divina e ate o sol apareceu.
Corrigi os erros do segundo post. Desculpem-me.
Chegamos em Praga as 19h. Nao faz muito frio, a noite esta linda e uma lua crescente nos abencoa.
Ja fizemos o check in no hostel bem no centro da cidade.
So chegamos aqui por falarmos ingles, senao nao daria mesmo.
Um grande abraco a todos. Ainda nao conseguimos fazer o download das fotos. Nos hostels nao da.

Ate mais!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Ainda em Frankfurt

Oi, amigos! Estou em teclado sem pontuacao e acentos, um problema para quem preza sua lingua! Hoje saimos perto das 10h do Hostel. Estava mais frio que ontem. Fomos de U-Bahn ao cemiterio municipal. Logo vimos a placa com o nome de Schopenhauer. Fomos ao tumulo e fizemos fotos. Depois caminhamos pelo cemiterio, que eh um parque, na verdade, e fomos ate o antigo museu judaico da cidade, com lapides em tom de verde, por causa do limo, dos seculos VXIII e XIX. Muito interessante! Saindo de la, fomos a biblioteca nacional, bem na esquina do cemiterio. Enorme e impressionante! Apos um cafe e um papo, comecamos a longa jornada para entender como chegar de metro ao Museu de Historia Natural. Na rua, uma senhora se ofereceu para ajudar o Rafael a comprar direto da maquina. Eh dificil para entender! Fizemos uma baldiacao em uma estacao e entramos em outro trem de outra linha. Chegamos la antes das 14h. Estava muito frio a tarde. Agora a noite, estou em uma lan house. Sao 22h52 e nao esta tao frio, quanto a tarde. Deve estar uns cinco graus agora. Algo bem suportavel!
O Rafael ficou no hostel arrumando a mochila porque amanha saimos de Frankfurt, rumo a Heidelberg. Voltando ao Museu, ele era grande com muitas salas de fosseis marinhos. O que me interessava mesmo era ver o acervo de fosseis de T-Rex e dinonassauros. O saguao central, logo na entreda, apresentava varios deles. Muito legal! Na volta, pela mesma linha de metro, comi uma fatia de pizza da Pizza Hut e saimos para caminhar mais um pouco pelo centro. La encontramos um grupo de uns 15 egipcios, manifestando-se pela saida de Mubarack do poder e pela liberdade do povo deles. O Rafael conversou com um do grupo, que explicou em ingles o motivo da causa dos egipcios. Eh isso! Amanha, faremos uma viagem bonita de trem ate Heidelberg, a 50 min daqui, com o nosso passe de trem, o Saver Flexy Pass.
Tania, amanha, peco-te que facas as operacoes na minha conta. Mi, tudo bem ai, filha?
Jana, posta algo para mim, criatura! Te escrevi varias vezes. Agora eh a tua vez. Um abracao a todos. Valeu Tania e Koehler pelos comentarios. Ate mais!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

De Frankfurt

Oi, pessoal! Nao vou conseguir postar as primeiras fotos. Foi dificil encontrar uma lan house em Frankfurt. As pessoas sao gentis e simpaticas, sobretudo com o Rafael, que fala com todos, com seu alemao basico e um ingles avancado. Desculpem-me a ausencia de pontuacao: o teclado e difierente e o acesso eh caro!
Bem, senti-me uma idiota por nao ter vindo passear antes na Alemanha. Saimos na boa do aero de Frankfurt, pegamos um shuttle ate o terminal de metro, descemos na enorme Hauptbanhof e pegamos um onibus ate chegarmos ao hostel as 18h de ontem, quarta. Foram, portanto, quase 30 h entre a saida de S. Cruz e o check in no hostel, que eh grande, limpo e lotado de brasileiros (fazendo barulho, falando alto e rindo exageradamente!).
Hoje, fomos a Casa de Goethe, ao Museu Arqueologico, a uma exposicao sobre Schopenhauer e ao Museu de Arte Moderna. Almocamos por um valor razaovel e fizemos compras em um market para o rango da noite: jamon serrano, brie alemao, vinho frances e chocos alemaes. Tudo por 13 euros para dois.
Amanha iremos visitar Schopenhauer, meu amado, no tumulo, e iremos ao Museu de Historia Natural, porque eh o maior da Alemanha.
Aguardem, sabado, noticias de Heidelberg.
Um beijo e um abraco a cada um de meus amigos, filha, genro e irmas. Te mais!