quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

ADRIANA VAREJÃO NO MAM - 2ª PARTE

Após a 30ª Bienal de SP (ler comentário anterior), fui a mais três espaços sozinha. Percorri rapidamente a panorâmica de Adriana Varejão, que expõe no MAM até a metade de dezembro. Como eu já conhecia uma parte das peças que lá estavam, uma vez que um conjunto de instalações sobre o charque (o charque saindo vermelho para fora dos vãos das paredes de azulejos. Bem chocante!) esteve presente na V Bienal do Mercosul de Porto Alegre, em 2005, fiquei mais atenta à sua produção mais atual.  A artista Adriana Varejão é uma garota de cabelos longos acaju de 47 ou 48 anos. Também carioca, é uma das artistas brasileiras mais reconhecidas no exterior, além de ter suas obras muito bem-cotadas no mercado de arte. Sua mostra no MAM, intitulada de "Histórias às margens", é constituída de telas tridimensionais em gesso com cores muito fortes, em especial, a escarlate. São carnes expostas, vísceras putrefatas, saindo dos quadros... Uma festa sensorial que, certamente, deixaria Francis Bacon fascinado! Fiquem ligados!

Nenhum comentário:

Postar um comentário