domingo, 7 de abril de 2013

TEATRO NO RJ E ACESSIBILIDADE

Fui-me encontrar com amigos agora à noite, que são naturais de Santa Cruz do Sul, mas vivem no RJ há mais de uma década. A Lara Pozzobon é conhecida no Brasil por ser a produtora do festival de e  para os portadores de necessidades especiais, o "Assim Vivemos". Já assisti a algumas produções de três festivais, em SP e em Santa Cruz do Sul.  Dati, sua irmã, especializou-se em audiodescrição. Já testemunhei seu trabalho, audiodescrevendo cenas de cinema para cegos. Muito interessante e inclusivo! Hoje, ganhei um convite das meninas para assistir a uma peça, que está em cartaz no Teatro Carlos Gomes, na Praça Tiradentes, centro do RJ. O Fernando, irmão delas e meu amigo há muitos anos, foi quem descreveu as cenas teatrais de um musical intitulado "Revista do Ano: o Olimpo Carioca", um esquete bem-humorado, politizado e cheio de coreografias. Retirei um fone de ouvido para mim, porque seria a única forma de compreender como o trabalho é feito para incluir cegos no teatro. Simultaneamente, eu acompanhava a intérprete de Libras, que estava próxima a mim, dando os indicativos para parte da plateia de surdos. Eu não conhecia nada igual até então, ainda mais no segmento do teatro. O Projeto de Acessibilidade, com recursos da Petrobras, operou durante um ano no Teatro Carlos Gomes, interpretando peças as mais diversas para o público com deficiência visual, duas vezes ao mês.
Parabéns à família, Lara, Dati e Fernando Costa! Agradeço o convite deixado a mim na portaria e a experiência sui generis!

Um comentário:

  1. Nossa mãe, que incrível, nunca tinha ouvido falar de tal projeto relacionado ao teatro. Já ouvi falar muito dos livros falados, que são diferentes dos audiobooks, mas nada além disso. Deve ter sido realmente uma experiência e tanto. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir