domingo, 21 de julho de 2013

REFLEXÕES DE CONVALESCENÇA: SOBRE LIVROS E ARTE (1)

Acabo de deletar, por engano, o post que escrevi há pouco. Lamentável! Estou utilizando um equipamento novo com o qual não estou ainda habituada. Comentei que, neste período, em que convalesço de uma cirurgia, em que estou de férias e é inverno - feliz combinação! -, assisti a seis longas em DVD e li dois livros, em seis dias em casa. Quero apenas destacar o fato de que li a ficção "Os Óculos de Heidegger" (Heidegger's Glasses, de 2010), livro de estreia de Thaysa Frank, da Intrínseca, no qual há um pano de fundo histórico, referente à 'solução final' do Reich, na Segunda Guerra Mundial, que eu desconhecia: a Operação Postal. Eruditos e poliglotas judeus foram poupados por Himmel e enviados para uma antiga mina, próxima a Berlim, a mando de Goebbels, no qual viviam e desempenhavam a única tarefa de escrever cartas, em várias línguas natais, a judeus já mortos em campos de extermínio, para não levantar mais rumores sobre as câmaras de gás. Fiquei surpresa com o argumento do livro, não obstante a falta de 'substância literária' ao mesmo. Logo após, li o livro de entrevistas, recentemente publicado no Brasil, de Hans Ulrich Obrist, o famoso curador suíço, com o artista plástico, arquiteto, blogueiro, fotógrafo e performer chinês, Ai Weiwei, que saiu pela Cobogó, editora que tem publicado em Português todo o legado de milhares de horas de entrevistas que Obrist faz pelo mundo com notáveis personalidades das artes plásticas e visuais. Weiwei esteve presente na 29º Bienal de Internacional de Arte de SP, em 2010, com uma instalação que deu o que falar, intitulada "Circle of Animals". Inspirada por Weiwei, que afirma que cada post de seu blog é um poema, estou aqui a postos novamente, certa de que o que escrevo faz diferença na vida de alguns amigos, alguns ex-alunos e de minha filha. By the way, meu blog atingiu hoje 24 mil acessos. O de minha filha (Recanto da Mi), no cyberespaço há alguns meses, alcançou a marca de 90 mil acessos. O de Weiwei, no início de sua carreira como blogueiro, cem mil acessos diários!!!!!!!!!! Por isso, o regime chinês o tirou da WEB, além de cassar seu passaporte desde 2011, com uma alegação infundada de sonegação de impostos, o que o impede de sair da China há dois anos. O que mais me chamou a atenção no volume de entrevistas que Obrist fez a Weiwei, no período pós-Olimpíadas na China, em 2008, foi sua reflexão sobre o legado e a sustentabilidade, tendo em vista de que foi o mentor do estádio olímpico de Pequim, em parceria com os arquitetos Herzog e Meuron, o famoso 'ninho do pássaro'. Também devemos questionar a que programas públicos os novos estádios, que estão sendo construídos para a Copa no Brasil, em 2014, estarão a serviço (?). A África do Sul amarga um enorme rombo e seus estádios construídos para a Copa estão abandonados. Já são 30 bilhões de reais destinados à Copa no Brasil. Não consigo deixar de ser pessimista e imaginar os superfaturamentos, os desvios que virão fatalmente à tona, a sonegação, o abuso de autoridade e influência, sem falar em um perigo iminente que poderá transformar as cidades dos jogos em zonas altamente militarizadas (continuarei no post acima deste).

2 comentários:

  1. Bah, acho que vou ter que mudar o nome do meu livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi mãe, quando mais eu leio sobre a SGM, mais eu consigo me surpreender.. essa do Hitler de criar uma Operação Postal foi algo inusitado. Se eu não soubesse que se trata de um fato verídico nunca teria acreditado. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir