segunda-feira, 29 de maio de 2017

20 YEARS WITHOUT JEFF BUCKLEY (20 ANOS DA MORTE DE BUCKLEY)!

Acordei-me hoje, pensando na perda do guitarrista Chris Cornell, mais uma vez, ocorrida tragicamente na quarta-feira, 18 de maio. Eu estava na Europa e fiquei sabendo rapidamente da notícia pelo Instagram, antes de meus amigos músicos aqui no Brasil. Muito triste o episódio, que envolveu dependência química, depressão e uso abusivo de fármacos. Depois de Lennon e Bowie, mais um de meus ídolos deixou de existir - e Cornell ainda tinha muito o que nos legar. Lembrei-me que hoje faz exatos 20 anos que o jovem e talentoso músico estadunidense Jeff Buckley foi-se, após um banho de rio, num afluente do Mississipi. Sou apreciadora tardia de sua música. Ouvi somente algumas canções em 2012, pelas mãos de uma ex-aluna da universidade, que era apaixonada pela sua voz e pela qualidade poética de suas composições. Depois disso, fui procurar seu álbum "Grace", que é espetacular e sigo o ouvindo nesses cinco anos. Sua voz traz uma dimensão atávica, pois seu pai fora também músico e intérprete. A qualidade poética de suas letras não condiz com a pouca idade que tinha até sua morte; suas letras são extemporâneas. Ouçam especialmente as canções do álbum que o consagrou, "Grace". R.I.P, Jeff and Chris! Até mais!





Nenhum comentário:

Postar um comentário